Fala pessoal, voltando a ativar essa página para resgatar o hábito de pensar, refletir, escrever!

Escrever sobre empreendedorismo, produtividade e tudo mais que fizer sentido, sem compromisso ou pressão.

E justamente para voltar, a ideia é trazer um pouco dos aprendizados sobre todo esse momento sem escrever por aqui.

A força do hábito é simplesmente poderosa, e é o tema desse artigo.

Antes de começar, boa parte do que vou trazer aqui nesse artigo surgiu das reflexões da minha leitura mais recente, do livro “Essencial Zen Habits, do autor Leo Babauta”.

Realmente começar e manter um bom hábito é algo realmente difícil, e nunca vi alguém conseguir consolidar tão bem, de forma tão clara e objetiva isso como o Leo Babauta.

Somos uma criança teimosa, que sempre inventa desculpas para não fazer o que deveríamos estar fazendo, que sempre imagina dificuldades maiores onde não existe. Evitamos ao máximo sair da zona de conforto, e isso nos impede de criar os hábitos que desejamos.

Mas, existem formas de superar isso, e vamos aos principais aprendizados sobre o tema

1. Defina o seu novo hábito

Defina um hábito que deseja adquirir.

O meu é voltar a escrever (diariamente).

Escolha apenas um hábito, mesmo que muito simples.

A ideia é começar com apenas um, aos poucos vamos aumentando a progressão e mudando a nossa vida, mas tudo de uma vez não funciona.

2. Entenda que a criança teimosa dentro de você irá inventar desculpas

Sua mente vai criar bloqueios, razões para evitar que você comece o novo hábito.

Vai lhe trazer para a zona de conforto.

Está chovendo, tenho muito trabalho hoje, começo amanha… e por aí vai.

Sua missão é tornar esse hábito incrivelmente simples para que sua mente não consiga inventar desculpas.

Separe 5 minutos para escrever, ou dois minutos para meditar, 1 minuto para ser grato, três minutos para se alongar… seja o que for, crie o menor passo possível, para que seja muito fácil de realizar.

Eu vou toda quarta-feira pela manha ao abrir meu computador escrever ao menos 500 palavras (isso é pouco e fácil).

Mesmo que fique ruim, que jogue fora, ou que não publique.

Será simples, apenas um dia na semana, apenas 500 palavras, com qualquer qualidade. Depois vamos melhorando.

3. Todo hábito tem um gatilho

Se você depender apenas da força de vontade, não vai dar certo… ao menos não vai funcionar por muito tempo.

O hábito tem que se tornar automático.

Algo como, se fizer isso, então vou fazer aquilo. Implemente o hábito conectado a algo que você naturalmente já faz no seu dia a dia.

Sempre depois de tomar café vou pensar em 5 coisas pela qual sou grato, sempre após tomar banho vou me alongar por 3 minutos, sempre após meu café da manhã vou meditar por 2 minutos.

Toda quarta-feira sempre que abrir meu computador pela primeira vez no dia vou escrever antes de realizar qualquer outra tarefa.

4. Crie uma trilha

Essa foi a melhor reflexão que li sobre hábitos até agora.

Quando você está em um lugar cheio de neve, é difícil caminhar.

Mas se você tem que ir a escola, você vai com dificuldade e chega até lá.

No dia seguinte, ainda com muita neve no caminho, você tem que ir novamente para a escola, e provavelmente vai repetir o caminho, pois ali já ficou uma trilha com um pouco menos de neve.

Dia após dia essa trilha vai se tornando um caminho cada vez mais fácil, e dificilmente você mudará de rota.

Isso é o que acontece com os hábitos.

Então, crie bloqueios de rota, ou coloque recompensar que te façam iniciar essa nova trilha que deseja.

Coloque lembretes, alarmes, crie recompensas…. mas force seu caminho pelo novo hábito inicialmente.

Depois de alguns dias ficara mais fácil seguir por ele.

O meu é um alerta no meu computador toda quarta pela manhã me lembrando que é hora de escrever.

5. Se comprometa com o habito

Comprometa-se com amigos, publicamente, registre isso em um blog, no seu instagram, seja como for… quando você tem compromisso com alguém isso lhe ajuda a criar o hábito.

Se quiser facilitar, crie penalizações caso não cumpra e se comprometa com elas também.

Eu vou usar o blog como uma forma de me comprometer.

Aqui sempre vai estar registrado o avanço dos meus hábitos.

Se não tem ideia de como se comprometer, se comprometa comigo, aqui no blog.

6. De o primeiro e pequeno passo:

Se você vai meditar, sente no chão e comece, se vai comer saudável, vá no mercado fazer compras, se vai começar a correr, coloque o seu tênis do lado da cama para ver ele logo quando acordar.

Se não for dado o primeiro passo, você consegue enrolar o começo de um hábito por anos.

Eu por exemplo conseguir ficar sem escrever desde novembro do ano passado.

Mas agora o primeiro passo foi dado.

Bora começar novos hábitos?

Estou tentando por aqui. Dando certo ou errado, vou compartilhando as lições aprendidas.