Não perturbe!

Faz três semanas que descobri uma forma de aumentar absurdamente minha produtividade.

Uma nova forma de usar o celular, de maneira mais eficiente.

Depois de pesquisar aplicativos, métodos e muita coisa, percebi que o que eu precisava já vinha instalado de fábrica. A função “não perturbe”.

 

VOCÊ É VICIADO EM CELULAR?

Alguma vez você já mediu quanto tempo você passa no celular?

Você acha que utiliza muito ou acha que sabe se controlar?

Eu achava que sabia me controlar. Usava bastante mídias sociais, mas não imaginava realmente o quanto.

Foi quando decidi instalar um aplicativo chamado Smarter Time, dica da Luiza Pelizzon, e fiquei assustado.

Ele mede como você usa o celular, e o resultado pode assustar.

No primeiro dia eu apertei para acender a tela do celular (sabe quando você só dá aquela checada para ver se tem notificações?) 327 vezes.

Somando todo o meu uso, passei 3h22min no celular.

Tudo bem, eu uso para trabalho, mas não chegou nem perto de uma hora voltada para o trabalho.

Três horas e vinte e dois minutos sendo perturbado por muita informação que eu não queria.

E depois achamos que a vida é curta, passa rápido e não temos tempo para nada. Será?

 

PRIMEIRAS MUDANÇAS

Não dá de simplesmente abandonar o celular nos dias de hoje, sair de quase 3 horas e meia para zero seria impossível.

Então decidi limitar a duas horas de uso diário. Sério, duas hora é muito, não é?

Depois de duas horas o aplicativo vira um pé no saco e te alerta sem parar que você excedeu o limite de uso. Obrigado Smarter Time!

Mas não basta simplesmente fazer isso e achar que tudo vai dar certo.

Notei também que o meu aplicativo “favorito” ou que eu passava mais tempo era o instagram. Cortei o número de seguidores.

Seus stories são infinitos e não tem muita coisa útil? Talvez você deva fazer o mesmo, só não deixe de me seguir, hehe.

Não sinto que perdi muita coisa. Talvez não saiba mais o que alguns amigos estão comendo, ou onde estão passeando, mas tudo bem.

A segunda grande mudança foi desligar completamente as notificações do celular. Sem apitos para cá e para lá.

Que paz. Faça isso por um dia e veja você os resultados.

E para acabar de vez com as notificações, adotei o modo não perturbe permanente no meu celular. Foi a melhor coisa que eu fiz.

 

MODO NÃO PERTURBE

O modo não perturbe serve para ser utilizado em reuniões, garantindo que você não será interrompido.

Mas sério, isso é fantástico e deve ser usado na vida.

Já começou a trabalhar em uma tarefa, ai um apito no celular chamou atenção, pegou para ler o whats, viu que tinha notificação do insta, viu 50 stories, daqui a pouco estava no perfil do elon musk vendo o lançamento de um foguete e esqueceu completamente da tarefa que estava fazendo por 15 minutos?

Isso ainda vem em combo. Normalmente após 15 minutos, ao ver que ficou parado você ainda pensa, “Estou bastante cansado, acho que preciso de um café para voltar focado”.

Você levanta, vai tomar um café, já perde mais 15 minutos e quando volta para a sua mesa para trabalhar dá só mais uma olhadinha no celular para ver se nada aconteceu nesses 15 minutos de café?

A verdade é que as notificações do celular fazem com que você seja a agenda de outra pessoa. Quando ela quer falar com você ela interrompe o que você está fazendo para chamar sua atenção.

O não perturbe serve para inverter esse papel.

O whatsapp vai continuar lá, o stories estará disponível por 24 horas, os e-mails podem ser lidos mais tarde.

Quando não existem notificações, você concluir suas tarefas e na hora que tem disponibilidade vai para o celular.

Você vira o dono da sua agenda.

Mas e se acontecer alguma emergência?

Deixe a notificação de ligações habilitadas.

E quer saber, ninguém mais liga para o outro hoje em dia. O spam vem no facebook, e-mail, whatsapp…. mas telefone? Parece que esse meio está ultrapassado.

O meu praticamente não toca, mas se algo muito importante acontecer, ele estará disponível.

Sério, te convido a esse desafio. Meu celular já fica 24h por dia no não perturbe, mas você pode começar fazendo isso no horário de trabalho.

E esse é apenas um dos hábitos que mudaram radicalmente minha produtividade.