Fala pessoal, estou de volta escrevendo no blog!

Muita gente que me encontra acaba lembrando que em 2016 coloquei como meta ler 52 livros e me pergunta se consegui!

Sim, consegui.. desafio dado é desafio cumprido.

O que quase ninguém me pergunta é o que aprendi com isso.

Se quiser saber a conclusão desse artigo já vou mandar aqui: “Aprendi que não vale a pena esse esforço todo de ler 52 livros”

Parece até estranho.. todo mundo querendo ler mais e eu que fui lá e bati a meta de 52 livros em 52 semanas to falando para você não fazer isso.

A conclusão você já tem, agora se quiser saber como cheguei a essa conclusão ai sim vai ter que ler o artigo!

O QUE É UM LIVRO

Putz, que tópico idiota!!

Mas é verdade, antes de decidir ler 52 livros precisamos pensar bem sobre o que é um livro e qual nosso objetivo quando estamos lendo.

Você pode falar que seu objetivo é entretenimento, você ama ler, então sim, leia 52 livros ou mais.

Eu também gosto de ler, mas 52 passa um pouco do meu limiar do prazer para falar bem a verdade.

Eu lia simplesmente com o objetivo de aprendizado, logo um livro para mim era um conjunto de ideia a serem absorvidas.

PORQUE DESISTI DE LER 52 LIVROS EM 2017

Se um livro é um conjunto de ideias e o meu objetivo era aprender mais, porque não ler cada vez mais?

Mas a verdade é, ler e não absorver o conteúdo, não serve para nada. E se você absorve mas não implementa… TAMBÉM NÃO SERVE PARA NADA!

Então ai vai a verdade: “Conhecimento sem ação é perda de tempo!” e é por isso que em 2017 vou ler menos e implementar mais as práticas das poucas leituras.

Segundo ponto importante, pense sobre o processo de venda de um livro:

Um livro dificilmente terá mais de 10 boas ideias;

10 boas ideias poderiam ser escritas em duas ou três páginas;

Livros de 2 ou 3 páginas não existem porque não vendem;

Então??? Claro que o autor tem que embrulhar essas poucas ideias, na maioria dos casos 2-5 ideias, em 300 páginas de histórias, exemplos, reflexões e tudo mais!

E se você pudesse ir direto para as ideias?

SE NÃO VOU LER 52 LIVROS, COMO ABSORVER E IMPLEMENTAR BOAS IDEIAS?

Acho que aqui está o principal ponto de mudança na minha atitude quando a leituras para o ano de 2017!

Primeiro ponto: Um livro não precisa ser lido integralmente!

Sim, se está chato e você já encontrou um bom conceito e boas ideias você já pode largar o livro.

Se você travou em um capítulo ou está lendo e não lembra do conteúdo das últimas páginas, pule um pedaço do livro.

Se você vai começar a ler agora, pegue o sumário e decida o que quer ler, leia fora de ordem, leia apenas o que interessa!

Segundo ponto: Um bom resumo pode valer mais que um livro inteiro

Comecei a consumir muito mais resumo a partir da metade do ano passado. A verdade é que o resumo vai direto nas ideias principais e economiza seu tempo de ficar garimpando.

Gostei tanto dessa ideia que me juntei a um time fantástico denominado ResumoCast.

O ResumoCast é um projeto criado pelo João Cristofolini e o Gustavo Carriconde que apresenta semanalmente no formato de podcast um livro de negócios resumido em 30 minutos. O objetivo é simples: “Emponderar as pessoas através do conhecimento de livros”

Direto ao ponto e sem enrolação.

Sim, eu to no time e trabalhando com eles, mas to fazendo a propaganda porque é realmente bom e vale a pena conhecer esse trabalho.

Vou deixar os links das mídias sociais caso você se interesse:

Facebook
Youtube
Sound Cloud
Twitter

Se gostar do ResumoCast e entender de inglês vale a pena dar uma olhada no Philoshophers Note que também é fantástico.

Terceiro ponto: Um audiobook pode facilitar sua vida

Se todo dia você tem que encarar uma fila já aproveita e vai escutando a narração de um livro.

Tem duas opções:

Audible: Audiobooks da amazon, em inglês. É muito bom mas o preço é um pouco salgado

Ubook: Audiobooks em português pagando uma mensalidade e com consumo ilimitado.

Se quiser assinar o Ubook vai por esse link que ganha um desconto.

Quarto ponto: Consuma o melhor de um autor por meio de uma palestra

Essa dica vale ouro.

Tá pensando em ler um livro? Joga o nome do autor no youtube e assiste uma palestra do cara ou um TED Talk dele falando sobre o assunto. Em 20 minutos você vai saber se vale a pena ler o livro ou se o que tinha de interessante você já absorveu ali.

Quando o autor vai escrever, ele tem quantas páginas quiser, agora em um TED Talk a regra é simples. Dê  seu melhor nos seus poucos minutos!

Deixe que o autor faça o trabalho de resumir o conteúdo para você e pegue direto o que vale a pena.

TÁ MAIS EU QUERO LER.. O QUE TU RECOMENDAS ANDRÉ?

Beleza, já entendi que não te convenci a deixar de ler.

Vou falar a verdade, esses livros que vou recomendar aqui valem a pena mesmo e até eu vou ler mais uma vez, então segue o que li de melhor em 2016.

Tim Ferriss – Trabalhe 4 horas por semana: Não leia se não quiser sair do seu trabalho. Sim, o livro é bem impactante e lembre que eu pedi minhas contas em 2016 e posso garantir, esse livro foi um dos influenciadores

Deep Work – Cal Newport: Essa cara é sensacional. Se quiser entender tudo sobre produtividade e desempenho leia esse livro e mais nada.

A Escola dos Deuses: Não tá afim de ler nada profissional mas quer refletir melhor sobre a vida no aspecto espiritual, essa leitura é obrigatória.

Vou separar outro dia para falar mais sobre esses livros e adiciono outros, mas esses três são life-changing.